O Partido dos Trabalhadores, por meio da Secretaria LGBTI+ de Goiás, vem a público repudiar a brutal violência sofrida por um membro de nossa Secretaria, na noite deste Domingo (08/09), no centro de Goiânia, que no mesmo dia foi palco da 24° Parada do orgulho LGBTI +. O jovem Vinícius Rafael Sharmilarama, estudande da UFG, artista, dançarino, ativista LGBTI+ foi surpreendido e covardemente violentado por um homem, próximo a Justiça Federal na rua 19, no Centro.

Compreendemos que a violência sofrida se caracteriza como uma agressão à todo o Movimento LGBTI+ de Goiás, com total característica HOMOFÓBICA. Se faz necessária uma ação eficiente por parte das autoridades para garantir que a cidadania e o respeito às diferenças seja pleno e que nós, LGBTI +, não sejamos vitimas constantes da LGBTfobia.

Violência desse nível contra a comunidade LGBTI+ nasce não do acaso, mas do forte sentimento de desprezo que parte da sociedade nutre por nossa comunidade que, vistos como desiguais e inferiores, nos tornamos alvos frequentes daqueles/as que se sentem superiores. Entendemos que é através da construção de um projeto de educação não heterossexista, não racista, laica e que lute pelo fim do fundamentalismo religioso que esta sociedade será modificada.

Esperamos que os órgãos competentes investiguem e punam dentro da Lei, o responsável por mais este ato violento e cruel contra o jovem Vinícius.

Atitudes nefastas, como deste sujeito, demonstram a persistente truculência do ideário homofóbico e o quanto ainda se precisa avançar para que todas e todos possam exercer seus direitos com respeito e igualdade. A homofobia direta e indireta não só atinge a população LGBTI+, mas também outras pessoas que de alguma maneira se comportam fora dos padrões heterossexuais.

Com essa firmeza, nos colocamos à disposição de nosso companheiro Vinícius Rafael, para que seu direito seja respeitado e persistiremos na cobrança firme para que as investigações ocorram com seriedade e justiça. Nosso desejo é o de que possamos viver de fato um ambiente livre de todas as formas de violência, tipificando atitudes como essas como uma violação aos direitos humanos da população LGBTI+.

Secretaria LGBTI+ do PT de Goiás
11/09/2019

Assinam a nota

Dep. Federal Gleisi Hoffmann
Presidenta do PT Nacional

Dep. Federal Rubens Otoni

Deputada estadual por Goiás Adriana Accorci

Kátia Maria presidenta do diretório estadual PT de Goiás.

Janaína Oliveira Secretaria Nacional LGBTI+ do PT

Daniel Mendes Secretário LGBTI+ PT GO e presidente do diretório municipal do PT de Aragoiânia

Macário Secretário estadual da ARTGAY em Goiás.

Nádia Beatriz Martins Garcia Pereira – Diretora Nacional LGBT da Juventude do PT

Gabriel Fidelis Santos Eduardo – Secretário Estadual da Juventude do PT de Goiás

Denise Soares – Diretora Nacional LGBT da UNE

Renato Diógenes da Costa Silva – Diretor LGBT da Juventude do PT de Goiânia

Ronaldo Sorriso
Secretário Nacional da Juventude do PT

Ler 631 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top