O Estado de São Paulo possui o mais importante Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação da América Latina, constituído por suas Universidades e Institutos Públicos de Educação, Pesquisa e Tecnologia (federais, estaduais e municipais), além de agências de fomento, estratégicos para a formação acadêmica, a produção de estudos e conhecimentos nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação.

Enfrenta, contudo, sérias dificuldades de natureza orçamentária, financeira e trabalhista para cumprir a sua missão em prol da sociedade, o que compromete, cada vez mais, a manutenção de profissionais  capacitados e a retenção de jovens talentos nessas instituições.

“Com vistas ao aprimoramento da legislação e das políticas públicas sobre formação acadêmica e a produção de estudos sobre educação, ciência, tecnologia e inovação nos diversos níveis de ensino, propusemos a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Instituições Públicas de Ensino, Pesquisa e Extensão”, explica a deputada Beth Sahão (PT-SP).

Para Wagner Romão, presidente da Associação de Docentes da Unicamp (Adunicamp) e coordenador do Fórum das Seis, será um espaço de debate e de luta para mudarmos a atual situação. "A Frente liderada pela deputada Beth Sahão é de fundamental importância para toda a sociedade paulista, em um momento em que as Universidades Públicas vêm sendo atacadas pela falta de recursos e até mesmo pela perseguição ideológica. USP, Unesp e Unicamp, além do Centro Paula Souza, mais que dobraram de tamanho nos últimos anos, sem que houvesse ampliação de seu financiamento”, afirmou.

Cleusa Maria Montovanello Lucon, presidente da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC), avalia que participar da frente é uma oportunidade valiosa para que a entidade apresente as demandas urgentes e necessárias ao poder legislativo e à sociedade paulista. “As instituições são nosso patrimônio e contribuem para o desenvolvimento do Estado realizando pesquisas básicas e aplicadas que impactam diretamente na qualidade de vida da população. Atualmente, essa (a Frente) é a principal ferramenta para os servidores dos institutos lutarem pela revitalização dessas instituições centenárias, que possuem a missão de prestar serviços imprescindíveis, relevantes e de qualidade baseados em evidências científicas para a sociedade como um todo. São 19 Institutos, alguns com mais de 100 anos, que foram criados para atender as demandas sociais” afirma.

A Presidente do Conselho de Representantes dos Empregados do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (CRE-IPT), Ros Mari Zenha, reforça o entendimento que essas instituições necessitam de apoio imediato dos parlamentares da Alesp e da sociedade para que continuem a cumprir sua missão em prol da sociedade.

“Ciência, tecnologia e a inovação são fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população, para a competitividade do setor produtivo público e privado e para o aprimoramento, em inúmeros temas, das políticas públicas do Executivo e do processo legislativo. Negligenciar resultados científicos em políticas públicas e no processo legislativo custa recursos e vidas”, explica.

Composta por várias instituições do Sistema Paulista de CT&I, e mais de 30 parlamentares paulistas, a Frente Parlamentar em Defesa das Instituições Públicas de Ensino, Pesquisa e Extensão será lançada em 08 de maio de 2019, às 11h, no auditório Paulo Kobayashi, na Alesp.

Ler 77 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top