Nesta quarta- feira 08/5, às 15h, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa analisará três representações apresentadas contra o deputado Douglas Garcia do PSL.

A primeira ação foi motivada por manifestações transfóbicas que desferidas pelo deputado Garcia dirigidas à deputada Mônica Malunguinho.

No início do mês de abril, o deputado Douglas afirmou em plenário que se soubesse da presença de trans no banheiro usado por sua mãe ou irmã, tiraria do local a tapas e depois chamaria a polícia.

A frase do parlamentar do PSL foi dita depois de a deputada Érica Malunguinho do PSOL argumentar contra o Projeto de Lei 346/2019, que estabelece o sexo biológico como o único critério para definição do gênero de competidores em partidas esportivas oficiais no estado de São Paulo.

Na semana seguinte, Douglas promoveu a exibição do filme _1964, o Brasil entre armas e livros,_ que se transformou em ato de desagravo à torturadores e apoio à ditadura militar, o que culminou em outra representação contra o parlamentar.

Esta segunda denúncia se baseia no Regimento Interno da Alesp, Lei Antitortura, Constituição Federal e Constituição Estadual e cobra providências disciplinares ao deputado, que organizou a exibição do filme no dia 08 de abril.

O evento teve a participação dos deputados Castello Branco e Douglas Garcia, ambos do PSL e acabou se transformando em homenagem à memória dos torturadores coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, comandante do Destacamento de Operações de Informações (DOI), do 2.º Exército, e do delegado Sérgio Paranhos Fleury, do antigo Departamento de Ordem Política e Social da Polícia Civil de São Paulo, o DOPS, durante a Ditadura Militar.

A violação das regras constitucionais e do regimento interno da Alesp levaram os partidos PT, PCdoB e PSOL encaminharem ao Conselho de Ética representação contra Douglas com apoio de 21 deputados de várias outras legendas.

É de autoria da deputada Professora Bebel a terceira representação contra o deputado em razão dos termos jocosos com que Douglas Garcia se referiu aos professores estaduais ao tecer críticas à categoria.

Via PT Alesp

Ler 33 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top