Esta na pauta da sessão extraordinária convocada pelo presidente da Assembleia Legislativa, projeto do governador João Doria que prevê reduzir o valor do pagamento dos precatórios, os chamados Obrigações de Pequeno Valor (OPV’s) de R$ 30.119,20 para R$ 11.678,90.

Com esta medida aprovada o governador Doria pretende dar uma espécie de “calote” em milhares de servidores públicos estaduais, ou cidadãos que acionaram na Justiça o governo do Estado.

O PL 899/2019, que propõe reduzir os precatórios causará prejuízos financeiros a mais de 600 mil trabalhadores ativos do serviço público estadual, além dos que já estão aposentados.

O pagamento pelo Estado das obrigações de pequeno valor tem prioridade sobre outras dívidas e maior celeridade, prazo inferior a um ano. A medida afetará, sobretudo, aquele trabalhador do serviço público que tenha ganhado ou que venha a ganhar ação contra o governo do Estado com valor acima desses R$ 11 mil, pois terá que entrar na longa fila dos precatórios para receber seus direitos.

Ou seja, os trabalhadores que passam anos e anos em batalha judicial para receber direitos e valores que lhes foram negados, por parte do estado em algum momento ficarão na longa fila dos precatórios, que será aumentada ainda mais, ampliando também os juros da dívida pública do Estado.

Trabalhadores do serviço público, das áreas da saúde, educação, segurança pública, judiciário, administrativos e demais setores estiveram na Assembleia Legislativa nas últimas semanas,  em protesto contra o projeto do governador João Doria. Na avaliação dos deputados da Bancada do PT este projeto configura um confisco ao direito do servidor garantido pela Justiça.

Fonte: Imprensa PT Alesp. 

Ler 107 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top