Confirmando a preferência do eleitorado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue na frente de todas as pesquisas de intenção de votos para as eleições de 2018. Segundo o levantamento do instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) divulgado nesta segunda-feira (14), Lula dispara com 32,4% da preferência do eleitor brasileiro.

Mesmo mantido como preso político há mais de 30 dias em Curitiba, a preferência por Lula (32,4%) na pergunta de intenção de voto estimulada, na qual são apresentados os nomes dos presenciáveis, é pelo menos o dobro dos votos em outros candidatos. Jair Bolsonaro aparece em segundo lugar (16,7%), seguido de Marina Silva (7,6%), Ciro Gomes (5,4%), Geraldo Alckmin(4%) e Álvaro Dias (2,5%). Outros candidatos não chegam a 1%.

Na pergunta de intenção de voto espontânea, na qual nenhum nome é apresentado, Lula fica com 18,6% da preferência do eleitor, mesmo valor registrado no mês de março. Jair Bolsonaro (12,4%) vem na sequência, seguido de Ciro Gomes (1,7%), Marina Silva (1,3%), Geraldo Alckmin (1,2%), Joaquim Barbosa (1%) e Álvaro dias (0,9%). Outros candidatos somaram 1,8%.

Em um cenário sem Lula, o número de votos brancos e nulos explode, passando de 18% com o ex-presidente para 29,6%, 30,1% e 31,7%, nos cenários sem Lula, dependendo dos candidatos apresentados. O número de indecisos também sobre de 8,7% para até 16,1% em cenários sem o ex-presidente.

Em todos os cenários de segundo turno em que aparece, Lula venceria com folga. Ele teria de 63,82% a 85,51% dos votos válidos – excluídos brancos, nulos e indecisos – dependendo do opositor apresentado. Confrontado com Lula, Geraldo Alckmin teria 30,3% dos votos válidos, Jair Bolsonaro 36,1%, Henrique Meirelles 22%, Marina Silva 32% e Michel Temer 14,4%.

Em termos de rejeição, Michel Temer lidera. De acordo com a pesquisa, 87,8% da população “não votaria nele de jeito nenhum”. Em segundo lugar no índice de rejeição vem Marina Silva (56,5,%), seguida de Geraldo Alckmin (55,9%), Rodrigo Maia (55,6%), Jair Bolsonaro (52,8%) e Henrique Meirelles (48,8%).

A pesquisa CNT/MDA foi realizada em 137 municípios, com 2.002 entrevistas entre 9 e 12 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de taxa de confiança. A pesquisa foi registrada no TSE com o número BR-09430/2018.

Da redação da Agência PT de notícias. 

 

Ler 191 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top