Educação, esporte, cultura e tecnologia. A união dessas áreas será a prioridade do governo petista no estado de São Paulo. Foi o que garantiu o presidente estadual do PT-SP e pré-candidato do partido, Luiz Marinho, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (4). Marinho defendeu a valorização dos profissionais da área e assumiu o compromisso de, em quatro anos, dobrar o salário inicial dos professores, criticando a política do governo tucano no estado.

 

“Em São Bernardo do Campo, reestruturei a Educação de forma a ter uma jornada de 30 horas semanais com R$ 4 mil de salário inicial. Em São Paulo, na rede estadual, para 40 horas semanais, é R$ 2.186”, comparou.

 

Marinho disse que para o estado de São Paulo alcançar bons níveis na área da Educação é preciso ter profissionais valorizados, com professores que se dediquem exclusivamente “para cuidar dos nossos filhos, da nossa juventude”.

 

“Esse salário, especialmente num estado como São Paulo, é inaceitável e a desculpa não pode ser orçamentária, porque se um estado como o Maranhão paga mais de R$ 5 mil inicialmente, não é possível que São Paulo não tenha condições de fazê-lo”, cobrou.

 

O pré-candidato petista criticou ainda a Medida Provisória 841, editada pelo governo federal, que tira recursos da Cultura para deslocar para a Segurança Pública. “Um absurdo, já temos poucos recursos para a Cultura e para o Esporte”.

Ler 308 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top