Celebrado na próxima sexta (13), o Dia Nacional de Luta por Lula Livre marca o início de um amplo calendário de manifestações. Trata-se de Plano de Mobilização Lula Livre, que terá mais de um mês de ações políticas e culturais em todo o Brasil.

Até o dia 15 de agosto – quando uma marcha ao TRE selará o registro da candidatura de Lula à Presidência da República –, haverá uma série de eventos em Porto Alegre, Curitiba, Brasília e outras capitais brasileiras. Estão marcadas ações de panfletagem, protestos, festivais, rodas de conversa, atos ecumênicos e muito mais.

Em meio a um STF dividido e inoperante, mídia espetaculosa e instâncias inferiores absolutamente parciais, o presidente do PT-RS, deputado Pepe Vargas avalia a importância da ação coordenada na luta pelos direitos políticos de Lula. “Esse calendário vai criar um processo de mobilização e denúncia, mas também da afirmação de um projeto nacional.”

Contra o circo jurídico, a voz do povo

O principal evento do Dia Nacional Dia Nacional de Luta por Lula Livre acontece em frente à sede do TRF-4, em Porto Alegre, na próxima sexta-feira (13). De acordo com o deputado Pepe Vargas, o evento dever ser o mais amplo protesto à atuação organizada de Sérgio Moro, e dos desembargadores Gebran Neto e Thompson Flores contra a soltura de Lula.

Desde a segunda-feira (9), está no ar a campanha nacional para o recolhimento de assinaturas em prol da liberdade de Lula. Diante dos descalabros jurídicos que ganharam corpo desde o “caso tríplex”, o Comitê Lula Livre organizou uma petição pública para o STF e o STJ anulem a prisão do ex-presidente. Faça o download do material aqui.

‘Mandela Vive, Lula Livre’

No dia 18, haverá em Curitiba um ato em comemoração aos 100 anos de Nelson Mandela e pelo aniversário de 100 dias da prisão política de Lula. Outras cidades terão manifestações simultâneas.

Música e arte pela democracia

O Rio de Janeiro receberá no dia 28 a segunda edição do Festival Latino Americano Lula Livre, shows de grandes nomes da música brasileira e latino-americana. O evento reforça o compromisso com os valores democráticos. “Contra a perseguição judicial e midiática, em defesa dos sonhos e utopias reafirmamos: os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais poderão deter a primavera!”

E não para por aí. Em agosto, no dia 14, é a vez de Brasília receber o Festival da Juventude Lula Livre.

Povo na rua

A virada do mês de agosto será repleta de mobilizações populares. No dia 4, acontece o Dia Nacional de Jejum e visita à periferia com entrega solidária de alimentos em nome de Lula. Um ato inter-religioso em Brasília está programado para o dia 7 e no dia 10, a Frente Brasil Popular e centrais sindicais promovem oDia Nacional de Mobilização Sindical Popular Lula Livre.

O Grande Ato

No dia 10, o Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra vai iniciar a caminhada rumo a Brasília. O circuito termina com um grande ato no dia 15 de agosto, quando o povo marchará rumo ao Tribunal Superior Eleitoral de Brasília para registrar a inscrição de Lula como candidato à presidência da República.

Confira a agenda completa:

Semana 09 a 14/07 – Campanha do abaixo assinado Lula Livre

13/07 – Dia Nacional de Luta Lula Livre, com panfletagem e manifestações em todo o país. Em Porto Alegre: ato em frente ao TRF4

18/07 – Ato em Curitiba e Manifestações em todo o país pelos 100 anos de Nelson Mandela + Protestos pelos 100 dias da prisão do Lula 

Semana 16 a 21/07 – Semana Nacional de Conversa com o Povo: panfletagem e continuidade de coleta de assinaturas para o abaixo para o assinado.

25/07 – Manifestações do Dia do Agricultor. 

28/07 – Festival Lula Livre, no Rio de Janeiro. 

04/08 – Dia Nacional de Jejum e visita à periferia com entrega solidária de alimentos em nome do Lula. 

07/08 – Ato inter-religioso em Brasília Lula Livre. 

10/08 – Dia Nacional de Mobilização Sindical Popular Lula Livre (organizado pelas Frentes e Centrais Sindicais).

10/08 – Início da Marcha do MST rumo a Brasília  

14/08 – Festival da Juventude Lula Livre, em Brasília

15/08 – Inscrição do Lula no TSE, com marcha e ato popular em Brasília.

Da Redação Agência PT de Notícias

Ler 82 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top