O Partido dos Trabalhadores (PT) passou por uma grande crise, porém continua tendo milhares de eleitores. Quais são as estratégias do partido para tentar recuperar a confiança do eleitorado perdido nas próximas eleições?

Cabe ressaltar que o PT vem sendo vítima de uma implacável campanha contra por parte do Judiciário, em consórcio com a Grande Mídia e a elite econômica do país. E é bom lembrar que essa campanha não começou agora, vem desde o nascimento do partido e se consolidou a partir dos governos Lula e Dilma, que melhorou a vida dos mais pobres e isso essa gente nunca aceitou. Mas o PT sempre superou essas adversidades e com a união da nossa militância vamos sair ainda mais fortalecidos desse momento. A legenda está prestes a ultrapassar a marca de 2,2 milhões de filiados e filiadas. É na defesa incansável da democracia e do povo brasileiro que o Partido dos Trabalhadores se aproximará, cada vez mais, de sua base. É importante lembrar que desde o fim dos anos 90, o PT lidera a preferência do eleitorado.

Frente a onda conservadora, como o Partido agirá para que os direitos individuais e coletivos sejam mantidos?

O Partido dos Trabalhadores elegeu novamente a maior bancada da Câmara dos Deputados, são 56 deputados, que juntamente com os demais parlamentares da esquerda, ajudarão o Brasil na luta contra o fascismo, o retrocesso, a retirada dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.  Aqui em São Paulo, a bancada do PT na Assembleia Legislativa também está atenda as manobras de João Doria, que assim como Bolsonaro, tem ânsia por entregar as estatais a empresas privadas, Uma forma de ceder potências, conhecimentos e pesquisas brasileiras para instituições que não terão nenhum compromisso com o povo, que não se preocuparão com a população.

Como o sr. enxerga essa ascensão da direita no país?

Acredito que a colaboração da grande imprensa e parte do judiciário colabore para a ascensão da direita. Um exemplo disto é a perseguição massiva contra o PT e a prisão política do ex-presidente Lula, que segue em Curitiba sem ter o direito, ao menos, de sepultar o seu próprio irmão.

Outro aspecto que é importante ressaltar sobre as últimas eleições, foram as fake News disparadas pela campanha do hoje presidente Jair Bolsonaro contra o PT e o Fernando Haddad.  Bolsonaro usou das redes sociais e WhatsApp para caluniar nosso partido e Haddad e confundir os eleitores.

Quais são as mudanças necessárias a serem feitas para o partido se reerguer?

O PT está vivo.  Apesar das investidas dos golpistas, da grande imprensa e de parte do Judiciário, o Partido dos Trabalhadores é a única sigla em crescimento no Brasil. O PT ajudou o povo a descobrir o seu valor. Com os governos Lula e Dilma o brasileiro voltou a sorrir, por meio de politicas públicas que beneficiaram, principalmente, os que mais precisam,  como o Luz para todos, Bolsa família e ProUni, O PT precisa continuar ao lado do povo e na defesa do seu legado.

Para o governo do Estado São Paulo, o PT há anos perdeu espaço para o PSDB nas eleições. Por que isso acontece? Tem relação com o antipetismo disseminado pela a oposição?

O PSDB perdeu muito na ultima eleição. O cenário foi diferente do apresentado em 2014, onde Alckmin voltou a se reeleger governador do Estado. Doria conseguiu se eleger por uma diferença pequena sob o Marcio França, além de não ter triunfado na cidade de São Paulo. 

Falta informação aos eleitores, a imprensa diz pouco sobre os inúmeros casos de corrupção contra o PSDB, por exemplo, o escândalo do metrô de SP, que foi pouco divulgado na cidade e tão pouco no inteiro. Os casos de corrupção tucana datam desde o início da sua fundação.

Quais são as estratégias para tentar conquistar o eleitorado paulista?

As estratégias do PT são organizadas em nível nacional. O nosso maior compromisso são com as trabalhadoras e trabalhadores. Aqui em São Paulo estarei junto com a nossa bancada de deputados e deputadas a fim de lutar pelos direitos do povo do estado e contra a politica de privatizações e retirada de direitos, sobretudo, daqueles que mais precisam. Somos o partido que está ao lado do povo e a população reconhece isso.

É possível listar nomes de novas lideranças para as próximas eleições?

A nossa maior liderança sempre será o ex – presidente Lula, que se encontra como preso político em Curitiba. Ele é um exemplo de liderança para todos os companheiros e companheiras do PT. O PT se renova todos os dias, o número de filiados e filiados só aumenta, pessoas que estão juntas lutando por um país melhor.

Visto a última eleição, Fernando Haddad e uma das lideranças de destaque no nosso partido.  Além de chegar ao 2° turno das eleições, Haddad conseguiu conquistar os eleitores, sobretudo, do nordeste brasileiro.

O sr. pensa em sair como candidato a prefeito no próximo pleito? Por qual cidade?

Estou a disposição do meu partido. Mas, ainda faltam 2 anos para eleições municipais. De qualquer forma se a militância e a população da cidade assim desejarem estou pronto para ser novamente candidato à prefeitura de São Bernardo.

 

Ler 158 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top